Lista de Programas e Atividades

  • OFICINA DE DESENHO E ARTESANATO EM MADEIRA
  • OFICINA PEDAGÓGICA
  • EDUCAÇÃO SÓCIO-AMBIENTAL
  • OFICINA DE ESPORTE
  • OFICINA DE DANÇA
  • OFICINA DE ARTES PLÁSTICAS
  • OFICINA DE MÚSICA

Programas e Atividades

    OFICINA DE DESENHO E ARTESANATO EM MADEIRA: O enfoque não é no trabalho em si, mas, a busca da independência, responsabilidade e socialização da criança/adolescente. Os treinamentos em marcenaria, eletricidade e desenho, têm como princípio fundamental  o desenvolvimento de habilidades necessárias ao desempenho de uma tarefa, cujo treinamento é executar e produzir um determinado trabalho com qualidade, quantidade e responsabilidade em uma função que o jovem poderá desempenhar futuramente  A oficina pretende trabalhar de forma prática conceitos  de geometria,  medidas (peso – comprimento- largura –espessura), técnicas de desenho artístico e técnico, técnicas de pintura rudimentar ou mais  aprimorada, estudo das cores primárias e secundárias e  escala tonal. A atividade não pretende formar desenhistas, marceneiros ou pintores (mesmo que muitos talentos se despertem) e sim ser veículo para desenvolvimento e fortalecimento de auto-estima,  do controle emocional e da análise do comportamento em situações de stress, raiva, medo, alegria, euforia, melancolia e  etc...

    OFICINA DE VALORES, CIDADANIA E SEXUALIDADE: Desenvolver  a consciência do coletivo e a percepção do valor do outro, trabalhar conceitos de auto-estima, da importância do ser humano e seus valores. Formar indivíduos que se tornem multiplicadores comunitários dentro dos conceitos de valorização da vida. Refletir  sobre as  transformações e a formação da  identidade (a partir da identificação com o outro).  Criar espaços de debate, entrevistas e discussões sobre as transformações durante a adolescência, assim como material sobre sexualidade, preparação e conseqüências. Trabalhar  temas como: prevenção de gravidez precoce; aborto; fidelidade; DSTs; cuidados e higiene íntima; Abusos (moral, físico, sexual e psicológico); Propiciar uma reflexão sobre o projeto de vida dos jovens (sua identidade para a vida adulta) dentre outros temas levantados pelo grupo. Através de temas relacionados à realidade sócio-cultural dos educandos ,  construir a reflexão e  o levantamento  de pistas de saída de vulnerabilidade sócio-educacional. Desenvolver junto aos educandos, acima de 12 anos, conceitos de geração de renda e empregabilidade, noções básicas de direitos humanos, civis, cooperativismo e desenvolvimento sustentável,são os objetivos desta oficina.
    OFICINA DE MÚSICA: Tomar consciência de suas potencialidades e limites, respeitar a si próprio e aos outros em seus gostos musicais e de desempenho sem discriminação auditiva e vocal. Valorizar a  própria identidade cultural, modos de vida, saberes e fazeres da cultura local na relação com a diversidade das culturas. Através da música e do aprendizado de instrumentos musicais demonstrar que se apropriar de um instrumento não é difícil, mas requer dedicação, estudo e disciplina. Envolver os educandos possibilitando-lhes  um conhecimento da linguagem musical, não somente como ouvinte, mas como criador e parte integrante deste universo musical são as metas desta oficina.
    OFICINA PEDAGÓGICA: Pretende ampliar os resultados positivos de aprendizagem na área de leitura e escrita, levando os educandos a uma reflexão sobre sua escrita e (re)avaliação de suas dificuldades ortográficas e gramaticais, permeando pela leitura e escrita ora como autor e ora como leitor.
    EDUCAÇÃO SÓCIO-AMBIENTAL: Objetiva construir uma consciência sócio-ambiental sustentável pautada nos valores universais de ética, humanismo e preservação. Através de discussão de temas atuais acerca do Meio Ambiente, da saúde individual e planetária a fim de construir estratégias de utilização de recicláveis, coleta seletiva e transformação dos mesmos em materiais pedagógico-lúdicos. Construir com os educandos a consciência dos hábitos e consumos, quais os impactos destes para o meio em que vivem e em relação à natureza, enfatizando a importância das pequenas ações diárias para sua comunidade e, conseqüentemente, para a mudança do mundo são os focos desta oficina
    OFICINA DE ESPORTE: Possibilitar a realização de atividades corporais, estabelecer  relações equilibradas e construtivas, reconhecer e respeitar características físicas e de desempenho de si e dos outros, sem discriminação, combater os sintomas do stress, ansiedade, irritabilidade e proporcionar ações positivas no plano físico, da convivência e colaboração de grupal são as metas desta oficina.

 

    OFICINA DE DANÇA: Desenvolve nos educandos sua habilidade em usar o corpo como instrumento de manifestação da sua vontade e força criativa, oferecendo oportunidade para que descubram novas possibilidades de relação com o espaço, reflitam sobre os limites do corpo e, uma vez conscientes de seus próprios movimentos e dos movimentos dos outros, possam construir juntos, uma nova relação espacial.  Assim, visa promover um olhar crítico e poético sobre o Brasil, suas raízes e culturas.

 

    OFICINA DE ARTES PLÁSTICAS: A partir da compreensão e identificação da arte como fator histórico, contextualizado nas diversas culturas, são fomentados o conhecimento, respeito e identificação da existência de vários padrões estéticos e artísticos. São utilizados diversos materiais, inclusive os reciclados para a confecção criativa dos educandos. É estimulada no educando a busca de informações sobre a arte, documentações e acervos em livros, revistas, jornais, ilustrações, vídeos,  etc.

 

Capacitação Continuada: RECICLAGENS

 
   
A qualificação e reciclagem da equipe, dos voluntários e dos parceiros, trabalha  com uma proposta de intervenção político-pedagógica condizente com a missão e os valores adotados ao mesmo tempo, que dá suporte a realidade econômica e cultural das crianças e adolescentes atendidos.
A criação de um ambiente fecundo às discussões e estudos sobre a Educação, possibilitando aos profissionais participantes o desenvolvimento de uma crítica sobre sua prática diária, crítica esta balizada por conceitos e conhecimentos filosóficos, psicogenéticos e pedagógicos.

Estas formações ocorrem durante um dia inteiro no mês, com a participação de toda a equipe, objetivando:

- Desenvolvimento de atividades pedagógicas que condigam com o aporte teórico adotado pela entidade;

- Discussão de práticas educativas que possibilitem a obtenção dos resultados pedagógicos esperados. Além de valorizar e ampliar as trocas de técnicas, experiências e práticas pedagógicas entre os profissionais envolvidos;

- Construção de conhecimento teórico e prático que possibilitem condições básicas de identificar, prevenir e, ou, trabalhar a dificuldade de aprendizagem de suas crianças e adolescentes, recuperando no educando a motivação e curiosidade pelo saber, além de possibilitar a iniciação de sua formação moral, crítica e política;

- Desenvolver na equipe subsídios básicos para trabalhar a leitura crítica em si mesma  e em seus educandos;

- Desenvolver nos profissionais uma consciência crítica sobre suas reações emocionais, envolvidas na relação educador – educando e como focalizá-las para melhorar o desempenho interpessoal;

- Possibilitar que os profissionais envolvidos aumentem sua motivação e criatividade, contribuindo de forma criativa e eficaz nos processos de melhoria da Instituição, qualidade do atendimento aos pais e educandos, e, principalmente, no seu aperfeiçoamento profissional

 

Estas   atividades têm como objetivo potencializar as opções dos educandos que aos 15 anos, saem da entidade, tendo condições de acompanhar as atividades profissionalizantes e sócio-culturais oferecidas por parceiros e redes sócio/assistenciais, ampliando assim as possibilidades de construção de projetos de vida dignos.
Além de oferecer  uma multiplicidade de formas de atendimento e assistência social que incluem orientação (direitos, cidadania, cuidados pessoais, prevenção ao uso de drogas, entre outras), atividades sócio educativas voltadas à geração de trabalho e renda, participação em eventos como festas, passeios, encontros, feiras e atividades recreacionais.
A relação com a comunidade e as famílias se dá através de eventos e reuniões de pais, participação em atividades comunitárias, bem como inserção das famílias em programas sociais da rede sócio-assistencial, pública e privada, que pretendem despertar a co-responsabilidade, a solidariedade e constituir espaços onde a dignidade humana possa ser fortalecida, a partir do respeito às singularidades e do resgate da verdadeira cidadania